quarta-feira, fevereiro 09, 2011

A Lua e o Arlequim.

 

Olá pessoas.

Pela primeira vez No recreio, temos uma parceria de textos. Graças ao bom Renato Russo e o facebook pude conversar com outro blogueiro Carlo Lagos, dono do blogue Fato sem palavras (visite ^^), e assim surgiu esporadicamente, a ideia de um texto.

Um texto que foi feito entre meu Chico Buarque e o poeta que habita nele. Espero que gostem, e eu também espero por outras parcerias (fica a dica).

Obs. Agradeço ao Carlo por essa parceria, nunca tinha tido a oportunidade de escrever com outro blogueiro ou qualquer coisa do gênero. Gostei bastante.

tumblr_legxeyUfRY1qb2egqo1_500_large

Te imaginei por tantas vezes nua entre a garoa de Sampa. Te imaginei tantas vezes brigando com esse cara que vejo no espelho e já tentei enfiar a mão por quatro vezes. Retalhar-me, me agredir na pista entre os versos singulares de nós mesmos não ia me fazer mais homem, menos romântico. Sentarei na cama de pé com a vontade de ir te mostrar lá fora o que ainda não perdemos, sento na cama deitada com o teu desejo de me deixar ali, o mundo, se quiser, que espere e amanhã nos de outra manha, outro dia, mais um e quem sabe iremos. Terei a tristeza de dizer tchau, mas alegria de voltar é maior e essa me consome. Por favor, sem ataque de maricas agora, mocinho, desamarre aquelas três fitas da Mãe Oxum que usaste como simpatia na semana passada. Solte também, bem de leve, o coração. Ame mais...em silêncio...a você mesmo. Algum dia o amor vai te acordar, vai te bater com espinhos de rosas vermelhas e algumas violetas para te alegrar. Posso trazer teu café se quiser, posso acender o próximo cigarro, sometimes, me sinto tão só, tão puto, tão profano em mim mesmo que guardo tais desejos de lhe ter aqui. De estar aí. Mas que segredos lhe conto, que tristezas que escondo de baixo de nossa cama, só pra te agradar.

Deve ser esse seu jeito rude, teu jeito de dizer que não dá, e depois me dizer que venha, venha logo, vai ser perigoso, mas já disse, eu quero. Sinto o delírio dos espinhos, o sangue que escorre, a pulsação que vem, penso que estou morrendo, transbordando em sentimentos, mas talvez esteja amando ou quem sabe apenas acordando. E este é você, o cara das minhas rosas, dos meus espinhos, o que brigo e depois ligo e digo “vem...”. Faço questão de te seguir, entre raios, entre noites mal terminadas em um bar da Lapa, entre as paredes rabiscadas com o seu batom vermelho com juras de amor eterno, até o amanhecer. Não me deixe mais sonhar com recados de ‘’bom dia, a nossa noite foi perfeita’’. Só tenho acordado com o vazio da cama, a voz delicada da Adriana Calcanhotto e o vazio do meu ser. Da falta que me falta poder morder delicadamente a tua nuca como quem aprecia um bom chocolate.

Corro risco de estar em um caminho sem volta, em uma avenida da eternidade e esse será o meu último romance... Arrisco. “... E qualquer desatenção, faça não pode ser a gota d'água...”. Entre os medos que enfrentaremos e as pessoas que existem entre nossos corações, te peço em segredo, em cada beijo e olhar, que não me machuque, pois você sabe e ainda sente, que é dor de mais pra uma vida, e ter duas doses dessa dor...Seria a gota d’água. Deixe escorrer entre os dedos os sentimentos ruins e deixe de nós o que for futuro. ‘’Deixe em paz meu coração’’. Não, não lhe peço que se ausente de forma total de minha vida e assim tornando maior o vazio em meu peito, menor o meu ser. Só te peço que me espere no porto. Estou pra desembarcar em breve, logo pisarei em terra firme, pois até então vivo viajando num niilismo que tomou conta de tudo. Não afogarei em nada a tua lembrança, o amor se criou em mim e ele há de saber como se alimentar, ou (sobre)viver.

Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água... (Chico Buarque- gota 'd’água)

11 comentários:

Amanda Arrais disse...

"Terei a tristeza de dizer tchau, mas alegria de voltar é maior e essa me consome."

Lindo! Uma combinação tua com o FatoSemPalavras não poderia ser diferente. Um texto leve e profundo. Interessate!

=*

Mandy Brum disse...

Obrigada pela visita.
Lindo texto, amei.
To te seguindo flor, beijo.

dear sarah disse...

Ficou demais, adorei.
o Carlo manda muito bem !

Dave disse...

Mandaram bem. Ficou muito bom!

Beijo.

Alicia disse...

Uau!
Impressionada com a delícia de ler esse texto...

Gabriela Freitas disse...

Como sempre está incrivel.
Um texto muito bom de ler, reler, reler e reler.

Gabriela Freitas disse...

Ah e este trecho "Deve ser esse seu jeito rude, teu jeito de dizer que não dá, e depois me dizer que venha, venha logo, vai ser perigoso, mas já disse, eu quero." me fez pensar na minha situação atual, tão igual..

Fernand's disse...

"Terei a tristeza de dizer tchau,
mas alegria de voltar é maior e essa me consome."



assim eu fiz!






chico é fabuloso.
bjs meus

deia.s disse...

Que layout lindo!

Lily disse...

Sem palavras, moça. Melhor que a outra versão. Ótimo. Simplesmente lhe digo que identifiquei-me por completo.

Suzana/LILY

P.S.: como é bom encontrar pérolas!

Lily disse...

Moça,

Copiei alguns trechos, postei nos meus dois Blogs, à direita da página, ficará lá por um tempo. Tudo com os devidos créditos.

Está no "Ao sopro dos Ventos...".

Beijos,

Suzana/LILY