terça-feira, março 22, 2011

SOU TEU HOMEM

Existe uma pessoa em algum canto de desse mundo

Á milhas e milha de mim e de qualquer lugar.

Mas as palavras nos uniram de alguma forma.

Eu rimando. Ela sacudindo, dando um toque final.

Não sei quando termino e nem quando ela começa.

Isso eu chamo de perfeito e inusitado.

Enfim uma peripécia. Obrigada Suzana Guimarães pela parceria.

 

  ea066d83d7dace9f52105fdbbaf7b4b5-d35nl3g_large

 

 

Ah, minha menina o que iriei te dizer?

Quanto tu choras em meus ombros, aflita de outro homem...

e eu aqui meu amor, aflito de você.

Minha mulher, se um dia fores "minha" te chamarei de "minha" mulher,

Por vezes, lhe chamo pelo nome, quando estou inquieto, pois eu te quero!

Noutras, lhe chamo de menina, quando você sorri escondido atrás de uma fruta

Em pleno carnaval, numa feira de sábado de manhã... E nós dois perdidos pela cidade e eu perdido em meus delírios ao beber teu riso.

Nas madrugadas, enquanto você dorme, te vejo sonhar, te guio pela noite, quero te desvendar...

Quero saber o sabor da tua boca e entre tuas pernas dançar.

Dar-te-ia menina um sonho bom, e para a mulher que habita em você, nas noites de calor e frio, um vestido, rasgaria sim o seu vestido, raparia sim você em mim... num último suspiro apertado em seu pescoço.

Mas você dorme... alço a alça do teu vestido, aflito olho e a ela lanço um único olhar, pois eu a queria nua, te queria crua. E em prelúdio surdo e mudo, miro tua boca ligeiramente aberta, penso em alcançá-la.

Mas me seguro, guardo o homem em mim que tanto te quer mulher - minha mulher! - te deixo dormindo, sonhando... Vou acordado chorando."

 

 

 

 

Mais Suzana Guimarães?

10 comentários:

Lily disse...

Sim, querida, estou aqui, num canto do Pacífico, um pouco escondida, um pouco exposta, e hoje está frio, apesar de já ser primavera.

Toque final? Para ser franca, quem deu o toque final foi você, quem fez o cenário, quem deu substância ao meu desejo. Você catou minhas palavras, minhas frases perdidas e deu rumo a elas.

Estou aqui, amanhã, estarei aí, e, numa destas curvas da vida, a gente se cruza. Adorei a conversa via MSN e eu odeio aquele troço, uso porque "exilados" precisam de toda uma engenhoca tecnológica para matar saudades.

Obrigada pelo convite! Continuemos, foi, no mínimo, um tesão.

Beijos!

Suzana/LILY

Marcelo Mayer disse...

isso que eu chamo de jogar na cara de uma maneira deliciosa

Júlia disse...

Lu, esses seus textos sempre me lembram alguma situação particular minha...

Tudo aqui é sempre nostalgico para mim, e me faz relembrar bons momentos.

Beijo ;*

Dave disse...

Tapa com luva de pelica...

L. Sampaio disse...

É bom e estranho quando encontramos nossas palavras nas bocas ou nas letras de outras pessoas, mas vai sentir que não se pensa assim só.
Ótimo texto.
beijos.

Gabriela Freitas disse...

Paracebens por está nova parceria Lu!

Zuza Zapata disse...

Gostei! :)

Rodolpho Padovani disse...

Adorei a parceria, o jogo de palavras que ambas usaram ficou muito show, ainda nem sei muito bem como comentar porque ainda tô perdido nas linhas ali e isso é bom.
Estão de parabéns.

Beijos.

Manuella Monte Santo disse...

Particularmente brilhante. Duas vozes, uma mesma idéia. Gostei de mais.

Beijos.

Long Haired Lady disse...

"parceria é par"