sexta-feira, janeiro 14, 2011

Não seja prolixo- Fim.

 

tumblr_lekwk0SEGd1qzeu4io1_500_large

 

-Eu estava com ele todo esse tempo.

-Cretina!

-Tentei terminar tudo, mas não consegui.

- “Prazer sou o Fernando noivo da Miúda!”- Lucia tenta imitar uma voz masculina- Noivos! E você me diz que tentou terminar?!

-Lu...

-Não me chama de Lu Miranda, que porra!-Lucia passa mão pelos cabelos- O que você acha... Quem você que é? Em?

-Eu amo o Fernando Lu... Lucia. Até te conhecer eu tinha certeza que ele era o único homem da minha vida, e é. Mas... Eu não sabia que gostava de mulher, eu não gosto de mulher! Você foi à primeira, e única. Eu te amo. É verdade. Mas isso tudo é diferente pra mim, como posso terminar com o homem que eu amo? Eu tentei juro que tentei. O Fernando sabe que eu o amo, apensar de ter dito tudo o que eu disse, eu tentei. Eu ia terminar com ele...

-Por quê?... Isso não é justo!

- Eu não ia ficar com você também Lu... Lucia! Que merda! Eu vou te chamar de Lu como sempre chamei. Eu não ia ficar com você Lucia! Queria acabar com tudo, ir embora! Parar com isso, isso não é certo. Ele me ama. E você também me ama! E eu amo os dois porra!

-Mas resolveu se casar com ele.

-Eu sei.

-E eu Mi?

-Eu vou me casar. Não posso viver sem ele....

-Quanto a nós!

-Eu te amo... Mas eu vou me casar. Eu não tenho estômago para assumir nada disso, nós... Eu e você. Eu disse, é só você... Eu nunca.

-Entendi!

Miúda abaixa a cabeça, sente um peso de em seus ombros, hoje foi um dia bem puxado.

Lucia deixa o elevador subir.

Quando elas saem. Lucia entra pela porta da saída de emergência. Miúda vai atrás dela e senta no primeiro degrau.

-Me perdoa?

Lucia para. Vira-se – Eu te amo Mi. Eu já fiquei com muitas mulheres, você sabe disso. Mas quando te conheci foi mágico, eu descobri o que era amor, com você.

Miúda abaixa a cabeça, não sabe o que dizer. Então sente as mãos de Lucia no seu rosto. Lucia senta no seu colo, de frente para ela, coloca as mão em seus cabelos.

-Eu te amo Mi- sussurra em seu ouvido.

-Para com isso, se alguém entra aqui...

-Ninguém vai entrar. - Lucia passa os dedos nos lábios de Miúda- Eu quero você, pra sempre.

-Lu, não complique as coisas.

-Eu aceito, assim... Mesmo você se casando, ninguém nunca vai saber você pode até me convidar para ser madrinha. - Lucia sorria.

-Você é louca!

-Completamente.

-Fiz tudo isso...

-pra acabar no começo, para terminar como começou...

- Por que tudo tem que ser tão complicado Lu?

-Porque você é complicada Mi...

-Eu sou prolixa.

Então ficamos assim, entre o certo e o errado. Entre amar e ser só, viver só, ser quase nada em um mundo onde o coração sempre manda. Sempre.

Lucia, só tinha olhos, boca e corpo para Miúda, sabia que se não tivesse mais aquela mulher não queria e não conseguiria amar mais nenhuma. Não era fácil ser a outra. Queria mais do que só algumas noites ou alguns momentos. Mas era a única saída que encontrava para ficar com Miúda.

Fernando, só tinha olhos para aquela mulher, aquela. Sabe? Miúda. Assim que saiu do serviço dela foi logo comprar duas alianças, lindas, grande, e caras para o casamento. Ele a amava. Destino e acaso. Iriam se casar.

Miúda. Bem... Miúda é uma mulher como qualquer outra, quem nunca ficou entre dois amores? Mesmo que a outra seja uma mulher, não tem problema, é amor. Amor não tem cor, sexo, raça. Amor é amor. É algo maior do que nós, que nos domina, que nos move.

 

tumblr_le7k9qTa9O1qch9dho1_500_large

E Do narrador.

não vai adiantar nada uma vida repleta de definições de certo e errado um dia alguém vai chegar e acabar com os seus conceitos, suas certezas, abrir todas as fechaduras do seu coração e sumir com a chave. Essa pessoa vai te beijar loucamente, intensamente, apaixonadamente. E dizer “eu te amo”, constantemente. Você vai mudar vai deixar os amigos, família e vai respirar e comer essa paixão vai lutar chorar, gritar, por ele, por ela. Por vocês. Você vai criar manias, rotinas, rituais, sábado a noite sua casa domingo a casa dele, e todos os meses será um a mais juntos, os filmes as músicas, tudo vai ter a cara de vocês. Nosso.

Um dia ele vai embora ou ela vai dizer adeus, sabe? Aquele acordo “eu entro com abunda e você com o pé”. E quando ele se for você vai continuar aprendendo com ele, por que ele deixou saudade e ela deixou o perfume na sua cama e ai você vai aprender a não matar a saudade e se acostumar com um travesseiro cheiroso de lembranças aromáticas.

E depois de um tempo seus amigos vão te dizer que você precisa de outra, de outro. Outros. E você vai tentar, vai dizer que não gosta daquela música ou daquele filme, por que são horríveis mesmo, mas a verdade é que você lembra-se do seu ex amor, que na verdade nem é EX. e sim o “pra sempre”. Você vai mentir pra si mesmo, vai dizer que passou e que agora tem um “coração de pedra”. Que prefere ter um caso ali e outro aqui, mas na verdade só quer um corpo e um coração. Você será prolixo. Por que toda noite quando deitar é dele que você irá lembrar. Mesmo que do outro lado da cama esteja ocupado por outra. Por outro.

9 comentários:

• cynthia bs disse...

Puxa, isso foi profundo amor. Caiu-me uma lágrima no finzinho ... na parte do narrador!

Muito bom, adorei (:

Beijos!

isabellec. disse...

mentir pra si mesmo, às vezes, nem é tão ruim.
vendo pelo lado que isso nos conforta ; )

deia.s disse...

"Amor não tem cor, sexo, raça. Amor é amor."

O fim foi diferente do normal, gostei de como você escreve, parabéns!
Fiquei meio confusa no diálogo, mas é porque sou um pouco lerda mesmo.. rs (:

E mais uma vez: parabéns! bjo.

Mahh Ruiz disse...

Nos que texto lindo. Beijos.

ૐ 'Priiscylα disse...

Adorei o fim, você escreve muito bem !
beijo menina *;

gabs disse...

Adorei o fim Lu, você fugiu do que eu esperava e eu adoro ser surpreendida! Cada vez gosto mais do No recreio e este seu conto provou paa todos o quanto tu tem talento, o quanto tu é boa com as palavras. Parabens mesmo, adorei esse texto.

Rebeca Postigo disse...

Gostei...
Principalmente do fim do narrador...
Sim...
As coisas são tão complexas...
Mas tudo se arranja um dia...

Bjs

Dave disse...

PQP!

Final arrebatador! Parabéns, Luana! Foi bom demais!

Beijo.

Rodolpho Padovani disse...

Por isso temos que dar valor e saber aproveitar enquanto temos a pessoa ao nosso lado, no final no restam lembranças, mas ninguém vive só de lembranças... o coração precisa sentir, precisa se sentir necessitado, usado, abusado, mesmo que por outros...
Gostei bastante de todas as partes e da lição final que me serviu.
Faça mais desses ^^

Bjs =)