segunda-feira, dezembro 13, 2010

Instrumento de amor ou meu amor instrumental.

 

Hoje eu quis gritar pra todo o mundo, para todo o mundo escutar eu queria que você sentisse tudo, todas as coisas que você me fez sentir e crescer um pouco assim, gradativamente.

Como as músicas que começam com um violão e você se imagina dentro de um carro em uma estrada sem fim e sem fronteiras, sem semáforos sem carros, e com a sensação de possuir o mundo e tudo de dentro de você sai como faíscas coloridas brancas e pretas, rosas e azuis, sim tudo está saindo aquilo e ali, está tudo para trás se perdendo, sendo levado pelo vento.

Agora a bateria para e a guitarra faz a sua parte no meio do silêncio, como se houvesse um meio, ela faz o seu estrago e é como o tempo se ficasse lento, parasse e um filme na minha cabeça começa tudo fica mais claro alguma ficha cai, meu coração desperta e eu decido que vou fazer tudo melhorar, como se tivesse esse poder, irei fazer igual aprendi nos filmes, comecei um carrasco terminarei como um cavaleiro com um coração de uma dama, a melhor e mais bela dama da cidade, aliás, do mundo.

Então em alguma parte da música só da para escutar todos os instrumentos juntos, sem letras que nos fazem refletir, na verdade a letra não importa, não importa o lugar se a pessoa é branca ou preta qual é a sua letra? Para que quero saber da tua letra? Se tudo aqui dentro é sentimento sem cor e sem fronteiras é a apenas instrumental, meu amor é instrumental e não quero saber se o cara que canta fala de amor ou de terror, eu sinto isso aqui dentro e não me importa se vai da certo eu tenho que fazer, tem que ir até o fim da estrada, tem que esperar a guitarra dividir o silêncio, tem que esperar a parte instrumental até tudo parar, abro meus olhos vejo um teto branco, chega de sonhar, mas como isso é de graça e ainda bem, eu volto com um toque fecho os meus olhos em um piscar e tudo está de volta, a estrada o violão a letra, a guitarra no silêncio e meu amor instrumental e se eu quiser coloco você do meu lado ou no fim da estrada que agora para mim tem fim e essa é a parte que tudo da certo, é a parte que te crio e te coloco no meu mundo, no sonho, no meu coração que é de lá, entendeu? De lá. Que você nunca, nunca e nunca, deveria ter saído.

E eu sei que te esqueci em alguma lugar entre a cama do sofrer e a sala que me leva ao arrependimento, está tudo aqui dentro de mim, mas sei que posso te encontrar entre o começo e o meio da minha vida bem ali no meio existe amor, existe você parada dentro de um enorme retângulo de vidro, intacta do jeito que conheci, com os lábios macios e vermelhos que tanto beijei e pressionei contra os meus ali vejo suas pernas brancas e rígidas sua cintura, seus seios sua pele em um conjunto de braços e pernas com cabelos sedosos e brilhantes, com um olhar profundo, penetrante... A mulher que me excita e que me domina que me faz sentir um homem, mas sou apenas um garotinho. Você é começo do violão, o meio da guitarra e o meu amor instrumental que me guia por está estrada que eu só sei que posso chegar ao final se você estiver lá.

 

Oi meus  amigos blogueiros e blogueiras!

Bem faz um tempo que eu ganhei dois selos de dois blogs muito especiais que estão sempre por aqui comentando e tudo mais. Ganhei outro selinho, este o terceiro, mas era repetido, mas mesmo assim obrigada pela indicação vio?

Eu vou postar os dois aqui e vou indica-los para alguns blogues.

Novamente obrigada pelo carinho enorme de vocês aqui no blog.

Beijos, Luana.

Minhas_imagens1-1[1]

Este ganhei do blog 2 e2 são 5

nwb

Este ganhei do blog Nova perspectiva

 

Idico para:

O menino que gozava risos

Algo para chamar de meu

Os devaneios de Emilie

By Heart

Nova perspectiva ( indico o que ela não tem)

 

 

8 comentários:

Suzi C. Lima disse...

Obrigada!
=)
Faz tempo que não ganho um selinho
*essa palavra ficou meio ambígua*

^^

gabs disse...

Obrigada fofa!
Texto maravilhoso hein, adoro tuas palavras.

Marcos de Sousa disse...

Lindo texto.

Parabéns pelos selinhos.

Beijos

Betty Gaeta disse...

Oi Lu,
Adorei o texto. Parabéns pelos selinhos, vc merece.
Bjkas e uma ótima noite para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Luiza disse...

oi flor, obrigada pelo selo, assim que possível, eu adiciono ao blog.
achei o texto tão bonito, bonito mesmo! continue assim, beijos

Ligia L. disse...

Oi (:

tem um selinho para você no meu blog é só procurar o nome do seu blog entre os selinhos e pegar o seu, espero que goste *-*

http://ligialouro.blogspot.com/2010/12/gente-voces-viram-que-lindo-meu-novo.html

beeijos

Manuella Monte Santo disse...

Parabéns pelos selos. E que bom que gostou do desafio, pois tenho 2 selos pra ti.

Vai lá buscar! =)

http://manuellamontesanto.blogspot.com/2010/12/selo-2-selo-3.

Beijos.

Descobrir-se Descobrindo disse...

Uau! Imagino que a inspiração surgiu de algum rock onde gutarra e bateria se entrelaçavam em sons penetrantes. Tava mais do que romântica. Rs.