domingo, setembro 05, 2010

E se não tem sentindo, então eu acho que é amor.

Hoje eu quis me arrumar, me maquiar e pentear os cabelos, depois pegar pipoca e guaraná sentar na sala e ver desenho.
Quis acordar cedo, tomar café e voltar pra cama.
Fiquei dez minutos me olhando no espelho fazendo careta e rindo de mim.
Coloquei aquele vestido azul novo, e sentei na calçada e esperei você passar.
Fiquei com vontade de correr e disse para o mundo “agora vou praticar esporte”.
Mas faz um mês que eu troco a corrida por um livro.
Abris as portas da guarda roupa e sentei no chão, depois peguei uma calça velha, rasguei e fui pra balada, as amigas a olharam “é, comprei ontem!”.
Arrumei a mesa, e fui almoçar na sala.
Ontem estava sol, fiquei em casa.
Mas hoje está chovendo, vamos sair?
Quase não durmo, esperando você me ligar... E hoje o telefone não para de tocar...

8 comentários:

O gerente disse...

é.. ja ouvi dizer que o amor gera impaciencia e mudanças de comportamento repentinas...

acho que é bem por ai

beijos!

Luiza disse...

um texto bem leve, cheio de opostos e ironias =) o melhor é mudar os padrões mesmo, as coisas não precisam ser como no script. beijos

Pelo amor ou pela dor .. ! * disse...

Que texto lindo, o oposto sempre né?
amei muito. -

Rebeca Postigo disse...

Que falta eu senti daqui...
Belo texto!!!
Realmente existem momentos em que ficamos tão malucas...
Hehehe...
Amei!!!

Bjs

Felicidade Clandestina. disse...

é bem por aí mesmo *-* curti demais esse post . beijos flor ;*

Olga Durães disse...

inquietação também faz parte do sentimento.

beijos, sua linda

Solange disse...

interessante...

quem já não teve um desses dias ?!?!

ah, esse amor...
danado de bom...
danado de fazer doer...

adorei !

beijos

Ju Fuzetto disse...

Amar ás vezes dói!!
Mas nos deixa tão mais leves!!!

Lindissimo texto!!
Adorei teu espaço, beijo flor - Boa quarta!