sábado, junho 26, 2010

Vontade!

Eu não queria saber mais de nada.
Pois é você que desejo.
Desejo tudo. Cada fio de cabelo teu.
E não quero em doses homeopáticas.
Quero muito. E não me importa que o “de mais” me faça mal.
Que faça pelo menos alguma coisa.
Se te quero, quero bem perto.
Não quero apenas um beijo.
E um abraço.
Quero muito e quero agora.
Não quero ter que esperar a hora chegar e nem o dia raiar.
Quero virar e dar de cara com você na minha cama pequena.
Entende?
Não tem problema, não tem hora e não tem dia para inibir o meu desejo de ter você.
Chega desse papo que meu coração dói.
Ele não dói.
Não estou com saudade.
Estou com vontade.
De ter você. Para ai não saber o que é saudade e poder matar todas as minhas vontades.
Fazer meus caprichos.
Quero muito...
Muito...
Quero agora.

13 comentários:

Mariana disse...

Que profundo. Em também quero, quero muito ele aqui comigo. Mas existem muitos obstáculos sociais e geográfcos, infelizmente. :(

Milla disse...

Essas vontades que nós tiram do série às vezes e que geralmente quando conseguimos matá-las nós tornamos a senti-las mais tarde..

beijos

D, disse...

E não me importa que o “de mais” me faça mal.
Que faça pelo menos alguma coisa.

O “Exagero” somente o é quando queremos que seja
A quantidade boa é a que nos faz bem!



Adorei, Lua
Beijos

D, disse...

Nossa, Lua
Por esses comentários eu não esperava
Obrigado, de verdade
Feliz que tenha gostado e espero que continue gostando


E continue sempre com esses lindos textos!
Beijos

Harry disse...

Legal, adorei seu texto Lua.
O mais legal no seu blog é a variação de assuntos. Existem alguns blogs que falam sempre da mesma coisa, e aquilo acaba virando rotineiro, porém no seu encontramos sempre um "texto-surpresa", mostrando raiva, tristeza ou até vontade.
Beijo, parabéns.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Lua,

Toda vez que sentimos vontades temos externar com a vibração que o momento pede.

Adorei seu texto e seu blog.

Espero não perder contato, viu?

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Betty Gaeta disse...

Oi Lua,
LIndo o poema... Gostei muito. Eu continuo achando que vc é mais velha do que vc diz que é...
:)))
Bjkas e uma ótima semana para vc.

Brunno Lopez disse...

Não se pode ser mais forte do que isso.

A ânsia da presença, a loucura da falta e a redenção do encontro.

Seria incrível se sentimentos assim durassem eternas 24 horas.

Grafite disse...

"E não quero em doses homeopáticas.
Quero muito."

bom demais!
adorei...

beiijo,
*.*

Naty Araújo disse...

E a vontade dói, dói... dói pq queremos e nem sempre podemos ter naquela hora.

Ahh que lindo!

Bjos

Janaina Paes disse...

Ameiii, demaaaaaaaaaais!

Se encaixa, no que estou sentindo hoje, o que eu senti ontem, e por aí vai!

aii que vontade, que me trás saudade..=/

| Duílio Castro disse...

O "querer" passa ser "poder" quando, em vez de só desejarmos, passarmos a ir em busca daquilo que se espera.

É um bom e sincero texto.

O beijo.

PAZ!

mente inconstante disse...

Ah, essa vontade inquietante de ter alguém só para gente! :)