segunda-feira, maio 24, 2010

Essa é a questão.

Me desculpe, outra vez, mas eu gosto quando as coisas dão certo.
E quem não gosta? Querer a sorte como amiga ou merecimento como companheiro.

Se dentro do meu coração as coisas vão cada vez pior.
Se dentro de mim o desejo de consumir cada vez mas vida melhor, me atrapalha,
o que devo fazer? Eu só quero viver.

É, muitas vezes, tenho uma mente suja, poluida por atitudes falsas e por mais que sejam verdadeiras, acho que, essas que 'são'verdadeiras, me matam cada vez mais ou aos poucos.
E se a vida dói em mim, e eu choro, quando ela dói em você o que tem de mais em eu me sentir feliz?

Quero sentir e posso, devo; A raiva que me dá quando lhe conto que tudo vai bem,
e por mera sorte sua e azar meu, tudo tende a mudar de caminho, de um horizonte claro vejo as nuvens chegando, e chegando...

A raiva que sinto,de ver o que é meu sendo consumido por outro, a raiva que sinto quando cheiro da sorte inflama as minhas narinas, e vai embora, quando ela chega na minhas mãos e o vento a leva, isso, não tem palavras que consiga descrever tamanha decepção.

Mas se todo mundo tem o que merece, por que comigo seria diferente?

2 comentários:

Milla disse...

Às vezes eu fico pensando porque as coisas podem ser diferentes pra mim se para todo mundo é igual. Mas acho que não é apenas comigo, talvez eu apenas não veja o que ocorre com os demais às vezes..bem, vai saber né?

beijos

Rebeca Postigo disse...

Divertido...
Reflexivo...
E...
Encantador...
Gostei do teu texto...

Bjs