sábado, janeiro 23, 2010

Bom dia mundo

"Acordei e espreguicei-me, olhei para o lado e vi que você já estava banhado e também muito ligado no que se passava no grande retângulo fino a nossa frente. Em seguinte você se ligou em mim, eu então, me joguei em você, dei um beijo em sua bochecha, pois não queria (confesso) que sentisse meu hálito, é claro, afinal, não estávamos em uma cena de novela e nem em um sonho, era melhor, era real. Então, você sorrio de leve, como se esperasse por isso há algum tempo.
Então eu sai da cama...
Muitas mulheres não gostam de como acórdão pela manhã, eu particularmente, eu gosto, me sinto linda, reparei em frente ao espelho que meu cabelo tinha um bagunçado que me agradava e que o preto que contornava meus olhos na noite anterior, não tinha escorrido pelo rosto e sim se apagado, com certeza ficará em meu travesseiro.
Escovei os dentes.
Lavei o rosto.
Não arrumei meus cabelos.
Sai do banheiro de cueca preta e uma velha regata branca, passei os olhos pela janela vi que o sol amanhecera bem antes de mim e então fui em direção a porta.
Escutei, alguém dizendo na TV que seria um dia muito quente, isso, já não era novidade.
Cheguei à porta, tentei abri-lá, mas não consegui.
Tentei outra vez, e mais uma. Trancada! Pensei. ( era tão obviou, mas minha cabeça ainda estava no beijo.)
Olhei para cama, e vi o seu sorriso, um sorriso igual de um menino travesso quando acaba de aprontar algo, e então percebi que para sair daquele quarto teria que ir lá, pegar a chave de novo.
E no final... Nenhum de nós queria mesmo sair daquele quarto, naquela manhã."

3 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Menina...
Que lindo texto...
Estou toda arrepiada...
Amei!!!

Bjs

Felicidade Clandestina. disse...

Lindo é apelido paara esse teu texto guria *--*

Parabens.

- aari disse...

lindo texto.. iso qe eu chamo de magiica.

seguindo ja amg ..