quinta-feira, janeiro 21, 2010

Azul- Felicidade

Enquanto tomava banho, olhava o campo, as árvores e como se balançavam com o vento, era como ter a liberdade por perto.
Quando saiu do anho e se vestiu, foi correndo para fora da velha cabana, aquele ar do campo, o cheiro do café tomou conta do seu corpo.E ela olhava para o céu e se perdia naquele azul, sem saber se o dia estava começando ou terminando, e voltou para dentro de casa. Já fazia dias que estava presa lá, já não sabia mais como era sentir o cheiro do campo ou como era bom olhar para o céu, ou sentir o vento em seus cabelos.
Mas quando chegou em casa, viu que precisava fazer novas coisas, que aqueles dias escrevendo o seu romance em seu quarto estava lhe fazendo um mau terrível,como se ela se perdesse do mundo real, estava cada vez mais presa e parecia que cada dia mais as paredes estavam mais próximas e sua loucura mais solta dentro dela e em torno dela...
E em frente do espelho, dizia para si mesma “hoje eu vi uma folha caindo da árvore, o vento a levou, e assim senti o cheiro do café da minha mãe e então voltei correndo para casa e o vazio foi o que eu encontrei."
E deitou-se na cama... Olhou para cima, aquele teto que já fora branco, mas agora era de um azul, um azul céu, um azul puro, que fazia você sentir vontade de ser feliz, como nas manhãs de sábado em que o sol já nasce quente e os passarinhos já estão a cantar... E lembrou-se de um trecho de um livro que lera uma vez e que dizia " que as melhores ideias vem de cima" E agora tentara lembrar se já tivera alguma ideia assim, vinda de cima ou apenas olhando para o teto azul-felicidade, e não conseguiu se lembrar e perdida em vários pensamentos e no seu mundo, sentiu outra vez o cheiro do café de sua mãe, e adormeceu.


Luz para todos.

3 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Lindo!!!
Às vezes nos perdemos em meio à loucura da nossa mente e esquecemos que vivemos em um mundo real...

Bjs

Bruna disse...

Horrivel se perder em nossa propria confusão.

Mariana disse...

Eu acho se perder em si mesmo... Algo incrível.