sábado, janeiro 08, 2011

Não seja prolixo- Segunda parte

“Quantas coisas sobre o amor não podemos explicar? Quantas centenas de coisas não podemos explicar sobre nós? Não da pra somar o quanto de escuridão temos ou quanto de amor podemos dar, muito menos quanto medo produzimos ao longo dos dias, dos anos... Da vida.”

 

tumblr_lctna0lHQN1qej2sko1_400_large

Dezenove de Abril de 2007- 00h10min

Tu vens me dizer que não sabe amar, três anos não sabendo amar? Três anos! Como pode fazer isso comigo? E nossos sonhos, planos... Nosso amor? Será que todo esse ‘nosso’ no fim era apenas ‘o meu’? E as nossas noites? Nossas transas, seu corpo no meu, as tuas declarações de amor, seus dizeres de saudade, suas ligações no meio da noite, sua mão batendo na minha porta as cinco da manhã e você me dizendo que a saudade foi mais forte e que o fim de semana estava longe de mais e eu tentava te acalmar dizendo “amor hoje é quinta!”... E você me abraçava dizendo “Pra mim faz tempo que não te vejo todos os dias e todos os dias estão distantes do fim de semana” depois você me beijava tirava a roupa e eu te amava.

E agora você diz... Que eu não sou o certo... Como assim? Que quer correr, fugir?

Eu te amo, ainda... Hoje e sempre. E não sei entender nada do que você diz por tudo o que você diz não condiz com que temos e sentimos.

Fernando.

Dezenove de Abril de 2007- 13h40min

Resposta.

“Eu às vezes tento amar, mas algo afasta o gostar de mim, nem suas mãos no meu corpo me exicitão eu calculo cada gemido, cada beijo mais quente, sei do que gosta, do que quer, aonde quer em que frequencia... E já que você se sente bem. Tudo bem. Às vezes me pergunto se estou acabando com você já que minto contruindo um relacionamento de mentiras um dia atras do outro, às vezes me infeso e decido que vou acabar tudo que vou dizer a verdade “eu não te amo, não gosto de você”, mas vejo você, sinto o quanto você me quer e lembro que quando pedi a Deus pedi uma pessoa igual a você “Deus coloque alguém em minha vida que me ame”, e em nenhum momento sugeri para Deus que colocasse amor em meu coração. Seria pedir muito? Às vezes acho que amar e ser amado são coisas distintas e impossíveis e é também pedir de mais, é querer ser feliz de mais, e não pode, é proibido. Fernando, eu sou um monstro. Não sei se pedir desculpas resolve. ...Eu tenho vergonha de te encarar, então vou pedir para meu irmão ir buscar as minhas coisas ai.”

Miúda.

Miúda envia a resposta. E senti o celular no bolço vibrar. Pega o celular, abre e lê que tem uma nova mensagem da Lucia:

Oi meu amor, amei a noite de ontem, estava morrendo de saudade de você.”

Eu também amei tudo meu amor” - responde.

Lucia manda outra- “Hoje à noite meu apartamento está livre, que tal?”.

Sim, passo lá depois do serviço.”

Maravilha, eu vou cozinhar para você. Amo-te”.

Miúda fecha o celular e o joga em cima da mesa, esconde o rosto nas mãos “que inferno de vida”. Levanta o rosto e atualiza a página de e-mail. Nada. Alguém passa em sua mesa e deixa alguns papéis. “Tenho que trabalhar”, antes de fechar a janela atualiza mais uma vez. Uma nova mensagem de Fernando Casanova. Seu coração dispara. “Como pode um coração acelerar pelo fim, afinal isso é o fim.” Miúda sente uma perto no peito “Estou com medo?... Tenho medo! Porque estou fazendo isso com ele? Por que estou fazendo isso com Lucia? E melhor por que estou fazendo isso comigo?”.

Então, depois de tantos questionamentos resolve abrir o e-mail.

 

Continua…

7 comentários:

Viiviih M. disse...

Estou com imensa raiva de Miúda,afinal o que ela quer da vida?
Aguardo com profunda curiosidade a continuação.
Beijoos ;*

Rebeca Postigo disse...

Hum...
O que há nesse email???
Ideias...
Hehehe...
Espero a continuação...

Bjs

Queremos falar de música! Let's Talk about Music! disse...

Oii !
Assim...não entendi muita coisa rsrs mas vou ler a primeira parte pra entender melhor :)
Voltamos á ativa com tudo no 'Queremos falar de Música!'
Dâ uma espiada lá depois
Ótimo sábado pra você!
;*
Marina

gabs disse...

Lu, termina logo quero saber o que vai acontecer rs'

Daniella Ockner disse...

Amei mesmo essa história e me identifiquei um pouco com várias frases dos e-mails, o que não sei até que ponto devo considerar algo bom né, haha! Está ficando muito boa, parabéns! Um beijo (:

Dave disse...

Caraca! Cadê essa continuação? rsrsrsrs...

Miúda tá querendo muito sem nem saber ao certo o que quer... Perdida a moça...

Rodolpho Padovani disse...

Todo esse sentir sem sentir da personagem me fez refletir em minha própria vida, sempre pedi alguém que me amasse, mas nunca pedi que eu amasse de volta, acho que foi isso que deu errado.
Vou continuar lendo =)