terça-feira, janeiro 11, 2011

Não seja prolixo- parte quatro.

 

 

“Às vezes a esperança é boa ou sempre né? E quando ela está sendo segurada pela mentira? E quando ela agrada. E se não for mentira? Nunca se sabe. Temos que nos agarrar a ela. E ir...”

tumblr_levo2aKY1Z1qe8igxo1_500_large

 

-Oi Marcos, você me assustou.

-Desculpa! Mi está tudo bem?- Marcos pega uma cadeira da mesa ao lado e senta-se- O Fernando me ligou, disse umas coisas meio sem noção sobre e-mail e fim. O que tá acontecendo?

Miúda engole em seco, seus pensamentos estão confusos, uma dança? Destino? Acaso? “Não tem mais nada para buscar lá... Lá aonde?”

-Maninha?

-Oi... – Miúda respira “preciso organizar meus pensamentos”- Estamos nos separando.

-Vocês estão se separando ou ‘você’ está se separando dele?- Marcos a encara.

Miúda não aguenta e chora. Chora como criança, e como um pai que vê a filha em desespero, Marcos a segura em seus braços.

-Calma maninha- sua voz está rouca, Marcos está tão chocado quanto ela- Não era para você reagir desse jeito, só vim conversar sei lá...

-Eu sou um monstro!- Miúda confessa.

-Não!

-Sim!

-Claro que não, você tem seus defeitos como qualquer mulher, vocês são muito complicadas!

Miúda chora mais.

-Cara! Eu não sei como te acalmar!- Marcos confessa e a abraça mais forte.

-Não é culpa sua, eu também... - Miúda se afasta, passa a mão nos cabelos- É tudo culpa minha.

-Vocês vão mesmo se separar?

-Eu acabei com tudo, eu sou um monstro!

-Já disse que não.

-Eu estou confusa, Marcos, sabe?...- Miúda o encara, Marcos parece confuso.

-Não, não sei. Mas eu acho que você deveria dar um tempo pra si e sabe depois tentar resolver as coisas, aos poucos com calma.

O Celular de Miúda toca.

-Alô... Oi!- Miúda parece sem graça, seu rosto fica vermelho. - Claro que vou, depois do serviço já disse... Sim, beijos, eu também.

-Então- Marcos parece animado- Era o Fernando?

-Não.

-Não?!

-Não.

Os dois ficam um tempo em silêncio.

-Era a Lucia.

-Lucia?

-Lucia Marcos!... A Lucinha!

-Puta merda!- Marcos começa a sussurrar- Maninha você voltou a ficar com aquela mulher? Você está completamente louca.

Miúda não consegue responder, não acha palavras, deve ser porque pela primeira vez em semanas, esta dizendo a verdade.

-Apesar de eu adorar ver mulher com mulher- Marcos ri- Desculpa. Maninha, você tem que dar um jeito nisso.

-Eu sei droga!

-Da um jeito em que?

Miúda encara Marcos “ué”, não entendeu porque ele disse aquilo, mas logo depois, entendeu perfeitamente.

-Fernando- Marcos levanta- E ai cara como vai?

-Bem- Fernando responde, cumprimenta Marcos, mas não tira os olhos de Miúda ela parece pálida, sem ar, quase sem vida. Está mais magra, seus cabelos não estão mais com aquele brilho. Teme que ela esteja doente, quem sabe seja isso? Uma doença! Por isso aquela loucura de terminar, e Fernando pega-se a isso a esse fio de esperança- E você Marcos, como vai?

- Tudo certo- Marcos sente o clima pesado e tenta salvar a situação- Fernando, a Miúda estava indo tomar um café, que tal vocês irem juntos?

-Tudo bem- Fernando e Miúda responderam juntos.

Continua…

(Estou enchendo o saco já com o conto? Calma, tá acabando!).

6 comentários:

''Tay' disse...

AAAAAH to amando o conto *-*

bjus =*

gabs disse...

Que saco que nada, to adorando rs'
Só fico curiosa S:

dear sarah disse...

Nunca se sabe né? O importante é levar fé..
encheendo o saco? ai ai,

porque será que eu adorei esse blogue, rs

obrigada por suas palavras em meu cantinho, adorei!

ૐ 'Priiscylα disse...

Estou adorando 'Não seja Prolixo' e to esperando as outras parte sempre *-*
beijo menina *;

Dave disse...

Enchendo o saco não tá, mas nos enchendo de curiosidade, ah, isso tá!

Rodolpho Padovani disse...

Agora o bicho vai pegar.
Correndo ver a outra parte.