terça-feira, abril 27, 2010

Alô ? Seguidores...

Eu não sou pop, isso é o carma que carrego a longos 17 anos de vida.
Nunca fui à menina mais cobiçada ou a que as pessoas sempre quiseram ficar por perto, não que eu seja chata, mas como um colega me disse “você é estranha", bem eu não sei como é “ser estranha”, eu acho a palavra estranha, muito estranha. Entenderam?
Nunca fui a melhor aluna da sala, mas juro que consegui muitas vezes ser a pior, tirar 5 em uma prova que todos tiram 9 ou não entender bulhufas de gramática, sendo que estudo isso dês que, ah! Dês que entrei na escola.
Popularidade? È um termo que realmente não encaixa na minha vida, seria como água e óleo, ou quando você come doce e depois bebe água e dente dói, então, não combina.
Apensar de ter um blog, minha redação nunca foi a melhor da sala ou de qualquer outro lugar que estivesse, a professora nunca veio me dizer “Nossa Luana você escreve muito bem!”, nunca, no máximo ela fez umas anotações na minha redação dizendo que eu preciso me organizar mais. Outra vez ela me pediu para sala escrever um poema, eu fiz, pensava que, estava bom, mas para ela, meu poema foi simplesmente dispensado do livro de poemas da sala. (Legal, quem precisa disso?)
Agora por que ela foi corrigir o meu poema? Sendo que não tinha UM ERRO sequer de gramática? (ainda bem) será que a professora do Vinicius de Morais corrigiu os poemas dele também?
Também nunca fui à invejada ou "nossa como ela tem sorte" (acho que isso é obviou), no máximo fui a melhor amiga de alguém por determinado tempo e ai, me esqueceram, claro que por alguém mais pop, ai você pode me dizer ou eu nunca tive amigos verdadeiros ou... Fica em aberto.
Também não sou aquela pessoa super dotada, não tenho muitas vocações, na verdade nem sei se tenho alguma, não fui àquela criança que aprendeu tocar violão sem ajuda de ninguém, para falar a verdade eu comprei violão com 15 anos (acho). E até hoje estou na luta.
Em fim, não sou pop e se você for assim igual a mim, que acredito que não seja, vai me entender.
Sabe aquela pessoa que nunca ganhou uma promoção ou concurso? Ou que nunca passou em nada que fosse de graça para poder estudar?
É essa sou eu, a única coisa que faço e não me decepciono, é ler e nunca vi ninguém ganhar prêmios por isso.
Porém eu sou feliz comigo, penso muito, briso muito e acho que as coisas que penso são bem interessantes até, loucura da minha parte, mas até que gosto de mim, mesmo sendo assim, nem um pouco inteligente, com uma memória muito ruim, uma aluna muito 'nota vermelha' e quase sempre sem muita sorte.
O fato é que, cansa às vezes falar só de amor ou de mudança.
Gosto do presente porque é isso que vivo e o que sou.
E o que tem de mais mostrar para 44 seguidores( que consegui em muitas anos e não dias ou meses de blog) do meu blog, quem eles realmente estão seguindo?

Bem, essa sou eu.

5 comentários:

Milla disse...

Achei legal a ideia do seu texto, as pessoas muitas vezes seguem os blogs e nem sabem que estão seguindo. É verdade que para a maioria o que mais vale para se seguir são os textos, mas quando a pessoa é algo muito além dos textos seguir vira algo diferente :)

beijos

L. disse...

Acredite, eu sou como você... E nao é tão difícil encontrar pessoas assim não.. (acho)

Sabe, a sorte corre de mim, não é bobeira não, as coisas sempre dão errado quando se diz respeito a mim.Ee já me acostumei com isso; tento agora fazer a minha própria sorte. Tento.

Tem um trecho de Amanhecer (é crepusculo denovoo.. rsrs Odeio essa banalidade da série, que virou agora....) que diz exatamente como eu me sinto, e pelo que lí no seu texto, vc tbm irá se identificar..

"[...]Eu nunca fui melhor em nada. Eu era boa ao lidar com minha mãe, mas provavelmente monte de gente poderia ter sido melhor; e meu pai parecia estar conseguindo. Eu era uma boa estudante, mas nunca a melhor da classe. Obviamente, eu não poderia levar em conta nada atlético. Nada artístico ou musical, sem talentos em particular para me gabar. Ninguém havia dado um troféu para ler livros. Após dezoito anos de mediocridade, eu estava bem acostumada por estar na média. Eu percebi agora que há muito tempo atrás eu tinha desistido de qualquer aspiração a brilhar em alguma coisa. Eu apenas fazia o melhor com o que eu tinha, nunca exatamente me ajustando ao meu mundo. Então isso era realmente diferente... "


Definitivamente, essa sou eu... fazendo o melhor com que eu tinha.. Faça tbm!! essa já será uma diferença..


beejo ;*

Harry disse...

Você é SIM cobiçada. U_U

Manu Lago disse...

Super entendo o que você quer dizer, hoje também sou assim, mas não vou mentir já fui a mais popular da turma, aquela que era convidada para todas as festas e sempres estava cercada de pessoas. Um belo dia eu acordei e precisava de um ombro amigo, e descobri que todos que andavam comigo, que me sorriam e me acompanhavam sempre, não falavam o que eu precisa ouvir, no máximo usavam frases prontas, ou uma mentira inventada.Quem me ouviu e disse exatamente o que eu precisava e não o que queria ouvir, foram meus amigos que tinha desde o jardim de infancia, os mesmos que eu tinha abandonado. Depois desse dia sumi do circulo social, passei a cultuar mais as coisas simples e as mais essenciais. Hoje eu sou o que escrevo. Não popular, muitas veses invisível, e completamente feliz.
A propósito, agora você tem quarenta e cinco seguidores. Gostei da tua autenticidade, é bom saberq ue ainda existe gente que é de verdade, escreve o que sente, e segue porque gosta, e não para conseguir mais seguidores.

Beijo,

Rebeca Postigo disse...

Hum...
Sabe qual é a graça de viver nesse mundo???
Ninguém é uma cópia um do outro...
Todos somos diferentes...
Pensamos diferentes...
Temos talentos diferentes...
Nunca fui a mais popular da sala, ou da escola...
Nem me preocupo com isso...
Sou apenas quem quero ser...
E sinceramente...
Me acho estranha...

Bjs