sexta-feira, julho 30, 2010

Tiago

...disse que parecia uma boneca e com as mãos contornou o seu rosto. “Princesa, quando eu voltar trago a sua boneca que você me pediu” ele disse envolvendo-a em um abraço fraterno. “Aposto que você cuidara dela muito bem, será uma bela mamãe em?” A menina fez que sim com a cabeça, ele a beijou demoradamente na testa e levantou-se “Papai volta mais tarde filha” despediu-se saindo pela porta do quarto.

Em uma cama de hospital vinte anos depois.

Uma mulher em uma cama segura o seu primeiro filho, um lindo menino de olhos castanhos claros, que lembrava os olhos de seu pai. “Já sabe que nome vai colocar?” a enfermeira perguntou. “Sim, Tiago” respondeu sem tirar os olhos do pequeno Tiago. “È um belo nome Senhora” a enfermeira concordou e saio do quarto.

“È realmente um lindo nome”- pensou e lembrou-se daquela manhã com o pai conversando sobre a boneca tão sonhada.

8 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Lu,
Que texto bpnito, terno ...
Gostei da sua foto nova no perfil.
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

Luiza disse...

que bom que tu resolveu voltar. estaremos por aqui, recebendo tuas palavras. bonito texto, beijos

Rodolpho Padovani disse...

Ah, que lindinho esse texto, ficou simples e cheio de emoção...

Bjs =)

Erica Ferro disse...

Uma maneira de homenagear o pai. Bonito. =]

=**

Milla disse...

Own que bonito! Gostei do seu texto, achei ele bem a cara daquelas filhas que tem o pai como seu herói. Acho lindo essa relação :)

beijos e adorei o layout

B. disse...

Que bonito o texto *---* As vezes demora pra gente saber o quão importante um pai é. Adorei mesmo!

Boa sorte com o blog, se puder, passa no meu também
B.

Kamila Rodrigues disse...

Bunito flor
Gostei do blog !
tô seguindo :D
bjins''

Larissa disse...

Adorei *-*
Só fiquei pensando se teria acontecido algo com o pai depois daquela noite.
Ah obrigada pelo comentário no meu blog *-*