segunda-feira, janeiro 11, 2010

Nem tudo é o que parece. ( Agora, do outro lado)

"Dar um passo de cada vez, foi o que pensou;
Respirou fundo, três vezes.
Pensou em coisas boas,e também uma ruim.
Vai dar certo. Vai dar errado".

-magina, não precisa se preocupar...- foi o que ela disse para um rapaz que quase jogara café em sua blusa.

" as pessoas andam com a cabeça no mundo lua hoje em dia, estão todas aqui e ao mesmo tempo lá no mundinho delas, enquanto os que ficam com o pé no chão sofrem as consequencias...Ah meu celular, será ele?"

Alô! ... Ah claro que vou, meu amor, eu encontro você as oito tudo bem ? ... beijos, Eu também.

"Parece que não tem o que fazer, dessa idade, ficar me ligando praticamente de hora em hora, sabendo que eu estou esperando ligações bem mais importantes. francamente..."


Mais tarde em uma sala, na casa de alguém.

Ah não obrigada!
Tem certeza? eu acabei de fazer está quentinho - disse a senhora lhe oferecendo pela segunda vez um café " fresquiiiinho"

Bem amor,espero que tenha gostado, a Lúcia além de ser minha irmã mais velha é praticamente uma mãe para mim- E assim colocou a mão sobre a sua perna, magra, branca...

Ah não ligue para o que ele diz Ingridi... é conversa dele - Disse Lucia, sentando-se no sofá

" Gentil? que se dane. Olha essa casa, e essa mulher cheira a produtos de limpeza... E por que ele não tira a mão da minha perna... sabe como isso me inrrita... E que espécie de aniversário é esse? nem os filhos dela estão, por que eu..."

Ah Henrrique, ainda bem que voçê chegou, olha quem está aqui!- disse Lucia indo animada até a porta, para receber o filho.

" nossa e para que gritar?" Pensou Ingridi.

E ai mulecão... como vai esse meu sobrinho que só trabalha em?- Ele sai do lado dela, e vai até a porta comprimentar o " sobrinho"

..Bem...e você ?- responde Henrrique, sem tirar os olhos dela.

" Não acredito esse tal de Henrrique, é da onde?... do meio da mato? parece nunca teve uma mulher por perto ... Bem, não com cheiro de produtos de limpeza. rs...rs..e olha para mãe de Henrrique"

Haha... você engordou? Até quem em fim... tá namorando né?- fala o tio, fala alto, cospe um pouco, dá uns tapas nas costas do tão adorado sobrinho.

Não... Tio...- Henrrique solta um pequeno riso, contornando os olhos pela gelada sala.

Ah me desculpe...essa aqui é a Ingridi, minha namorada.- sai do lado de Henrrique e vai na direção de Ingridi, que acaba de se levantar do sofá.

"Espero que ele não venha com a mesma 'piadinha' de sempre" - pensou Ingridi

Sabe como é bode velho, capim novo- disse o o tio sorrindo

Julio, pare com isso, que coisa mais sem graça, sempre tendo que dizer isso...-Infelizmente dessa vez ela não conseguiu esconder, o estresse que aquela ' piadinha' lhe fazia.

Ah meu amor, me desculpe-E puxou Ingridi para mais perto, enquanto ela dava a mão para comprimentar Henrrique, e teve a ligeira sensação de já conhece-lo.

Bem eu vou servir o jantar agora que o Henrrique chegou- disse Lucia enquanto ia para cozinha.

È... eu vou tomar um banho, ... Já volto- E Henrrique foi junto com a sua mãe acompanhando-a pelo corredor, e depois a direita para ir para o seu quarto.

Não comum, pensar igual, ou será?
Não é comum encontrar alguém , que você quase jogou café em cima, na sua casa.
Não é comum o seu tio ser namorado dessa pessoa.
Não é comum essa pessoa ser uma linda e jovem mulher.
Não... não é comum, mas... Acontece.

Um comentário:

Rebeca Postigo disse...

A vida é cheia de surpresas!!!
Amei...

Bjs